sexta-feira, 23 de janeiro de 2015

Outros tempos, novas árvores


As árvores genealógicas representam ligações de parentesco, laços de sangue e descendência.
Estabelecem conexões e relações familiares, que mostram laços de ligação com o passado.

Trata-se de matéria do Estudo do meio do 3ºano.
Os graus de parentesco, para além dos básicos pais, avós e tios, sempre foi algo complicado de explicar....Há os cunhados, sogros, noras, genros, tios paternos, maternos, tias avós....

Para a R, responder à pergunta "A irmã da tua mãe é tua___________?" é complicado até porque eu não tenho irmãs! Ela tem que imaginar...daí que uma árvore até ajuda a visualizar estes diferentes e variados graus de parentesco.

O que eu não estava a contar era que eu própria tivesse dificuldade em interpretar uma árvore!

A evolução dos tempos trouxe novidades até às árvores genealógicas. Ou isso ou eu andei distraída e nunca me apercebi!

Estava a ajudar a R nos TPC´s e a tentar perceber alguns graus de parentesco como o do João em relação à Cátia e à Rita (ver foto) e acabou por ser a R a explicar-me....

"Oh mãe, o João era casado com a Rita por isso é que está a tracejado! Agora é casado com a Cátia! Teve um filho com a Rita e dois com a Cátia!"

Pronto. Sabia lá eu que as anteriores relações figuravam na árvore e que havia linhas a tracejado?!?

(E cá para mim, a professora simplificou o assunto. Andei a pesquisar. Relação extramarital é representada a tracejado, o divórcio é representado com um traço na diagonal a cruzar a linha de ligação normal....por isso o Joao não era casado com a Rita, mas percebo a professora...)


quinta-feira, 22 de janeiro de 2015

Rebeu beu beu pardais ao ninho


O que traduzo por.....a mãe fala fala fala mas no fundo no fundo fica tudo na mesma.
"Os cães ladram e a caravana passa".

Já falei aqui na minha tentação de afixar uns cartazes pela casa.
Uns mais diretos, outros com recurso à mensagem subliminar....

Talvez se tivesse seguido esta minha ideia não estaria agora no 1º lugar do TOP 10 das frases mais apregoadas, o "Vai calçar as pantufas!".

Ando fartinha de "bater na mesma tecla" e de "andar feito barata tonta".
Lá ando eu com a mesma ladaínha num "patati patatá" e "nem atam nem desatam".
Os dias são preenchidos dos mesmos recados, mesmo que sejam a pedido e não uma ordem, das mesmas perguntas, dos mesmos lembretes. Vão variando conforme a hora. Valha-me isso!
Dá-me para pensar que estão "à sombra da bananeira" à espera que eu enumere os afazeres, mesmo os mais básicos...daqueles "sem pés nem cabeça".

Enquanto eu não disser pode ser que não seja preciso ou que eu me esqueça. Deve ser isso.
Acho que fingem "andar de cabeça nas nuvens" ou "pensar na morte da bezerra" até que me "estale o verniz" ou que eu "perca as estribeiras" e depois lá vão elas a "prometer mundos e fundos" mas quando já nem ouço. "Nem chus nem mus"!!

Cada vez mais penso que estão a faltar umas check lists lá em casa para "pôr os pontos nos ís", já que os "abre olhos" não surtem qualquer efeito.

E estão elas com muita sorte. Que ele há por aí mães que....sim senhora isto é que são listas!!!
21 itens só para Rotina antes da escola.....

Minhas filhas, considerem-se sortudas por esta vossa mãe só apregoar meia dúzia de dizeres e ter visão raio x para descobrir coisas desaparecidas "onde Judas perdeu as botas".

Mas,"voltando à vaca fria", vão sair alguns lembretes! "Tenho a faca e o queijo na mão!"
"Está na hora de pôr as cartas na mesa"
"Mãos à obra!"

E basta de Expressões idiomáticas e outras que tais que isto não deve ser bom sinal.
Vou comprar cartolinas.....das grandes!!!




quarta-feira, 21 de janeiro de 2015

Contagem decrescente

Ela canta as músicas.
Ela dança.
Ela copia as letras em espanhol sem saber bem o que dizem.
Ela sonha ir à Argentina.

Sabe de cor algumas falas da série.
Vê várias vezes os mesmos episódios.
Ouve o CD sempre que pode.
Vê todos os vídeos dela no youtube.

Sonha com a Violetta num concerto privado.
Sonha que foi a casa dela ou que ela veio a nossa casa...(sempre vai mudando o cenário)

Aproxima-se a grande velocidade o dia do concerto.
Ontem viu que a Violetta já está em Lisboa!
Ainda pensa que podíamos ir ver se a encontrávamos para tirar uma fotografia com ela....
Comentou que gostava que algumas amigas fossem com ela ao concerto.

Dizia: "Íamos todas com a Violetta em transgressão!"

E pronto, estamos em contagem decrescente para a transgressão Digressão "Violetta Live!"
O pior é que as portas abrem 1h30 antes do concerto começar.
Acho que a miúda ainda me desmaia na espera!
Desejem-me sorte!



terça-feira, 20 de janeiro de 2015

TOP 10


Poderia fazer um TOP das frases que mais me saem pela boca fora lá por casa.

10 - "Tirem as mochilas da entrada" 
 9 - "Isso vai dar asneira"
 8 - "Não vás a correr!"
 7 - "Tens TPC´s?"
 6 - "Já lavaste os dentes?"
 5 - "Leva um casaco!" empatada com a  4 - "Leva o guarda chuva!"
 3 - "Fala mais baixo"
 2 - "Não te esqueças dos óculos!"

e em 1º lugar:

 1 - "Vai calçar as pantufas!!"

 E é nisto que gasto o meu latim!

segunda-feira, 19 de janeiro de 2015

Dia mais infeliz do ano

Dizem que é hoje.
19 janeiro, segunda feira.
O dia mais infeliz de todos os 365 de 2015...
Porque será?

Dizem que pode ser porque por esta altura algumas pessoas estão já a aperceber-se do falhanço de algumas resoluções de ano novo....das dietas pouco calóricas, dos sumos verdes, das 3x/semana de ginásio, do deixar de fumar, e por aí fora...

Já por isso tomo poucas dessas resoluções...
Prefiro uns bons desafios que me motivem a "obrigações" que me deprimam!
Se bem que uns sumos verdes, e umas idas ao ginásio não me fariam mal....

Não tenho muita razão de queixa deste 19 janeiro.
Desfiz a árvore de Natal. Finalmente!!!!! Só por esta razão a sala parece logo maior!
Arrumei meia dúzia de tralhas.
Concluí algumas coisas pendentes.
Fui buscar a R sem pressas.
Não peguei no carro.

Esteve um dia de sol. Lindo!
Acabou com um céu daqueles de capa de revista...daquelas de paisagens ou de fotografia.
E escurece cada vez mais tarde.

Bem vistas as coisas se isto da infelicidade já está despachado, vai ser um bom ano!





sexta-feira, 16 de janeiro de 2015

Bicho Papão

A adolescência, esse bicho papão!
Porque sinto iminente a chegada deste ser lá a casa, e já começa a dar sinais de si, acho que faz sentido "ouvir" a parte deles.
Caiu-me no colo esta Carta de um adolescente aos adultos.

A carta não é longa e diz muito.
Agora, estou no papel de Mãe, mas já estive no de adolescente e vale a pena lê-la como se voltassemos a essa fase.
Depois de ler a carta, é fácil perceber que o "estar lá" para ouvir sem julgar é o melhor que alguma vez poderemos fazer enquanto pais. Não pensar por eles. Deixá-los usar a própria cabeça e confiar. Existirá sempre a vontade de dar opinião, aconselhar, sugerir, proteger, mas talvez o que mais custe seja apenas escutar e abraçar.

Parei para pensar na última frase da carta.
"No final, até podes ter razão, mas terei que ser eu a fazer o caminho para chegar a essa conclusão"


E isto aplica-se a tudo....até ao simples facto de vestir uma roupa fresca num dia gelado, depois de ter ignorado o aviso para levar um casaco quente e descobrir por si só que afinal era melhor ter-se agasalhado mais. Faz parte do caminho.

Difícil para ambas as partes.



quinta-feira, 15 de janeiro de 2015

Sei que passei dos 40 quando...


Compro uma camisola para mim e a minha filha mais velha fica com ela.

Vou ter que deixar de comprar em certas lojas.....arrisco-me a que uma amiga da I tenha roupa igual à minha....ou eu igual à dela!

A minha filha de 12 anos diz que vai fazer um musical sobre um filme "antigo".....o "Grease"  e comenta que não sabia que grease era um "tipo de gel" e que o principal ator agora deve ter uns 70 anos!

Começo a reparar nos cremes de rosto colocados noutras prateleiras dos hipermercados onde encaixa a faixa etária 40-50.

Troco uma saída para um gin por uma sopa instantânea gourmet, no sofá.

As dores ao fundo das costas acusam anos de colo.

A dor na anca é sinal de nevoeiro ou chuva que virá inevitavelmente no dia seguinte. Não falha!

Passo a começar as frases por "Quando eu andava na escola"...ou .."Antigamente...", estou a um pequeno passo de as começar por "No meu tempo..." .

Preciso de silêncio.

Estou bem só comigo e a frase "Antes só que mal acompanhada!" ganha um novo significado.

Agradeço ao  marido ter colocado barras de tejadilho no carro...É muito mais fácil encontrá-lo no estacionamento e reduz consideravelmente o tempo dispendido a pensar onde terei estacionado...
(Nota: Marido, por favor avisa quando retiras as barras!!!!!)

Quero mudar a temperatura do ar condicionado do carro e em vez disso baixo o som do rádio.

Tenho as mãos a cheirar a coentros enquanto bebo um chá e não me importo.

Não me encaixa a ideia de as pizzas serem quase cachorros...Uma pizza com mostarda e salsicha?! Ou com hamburguer?! Não me convence!

Percebo cada vez melhor o verdadeiro sentido da expressão "Já não há pachorra!".

Para além da minha família (e mesmo assim é raro!) só no cabeleireiro me tratam por Claudinha...



Ainda assim, mesmo tendo passado dos 40, há sempre espaço para nos surpreendermos...

Confesso a minha ignorância por nunca ter ouvido falar em "Torrada aparada!".

E este fim de semana vi pela primeira vez este fantástico legume no meio das couves....

Estamos sempre a aprender!






quarta-feira, 14 de janeiro de 2015

"Todo o terreno"

Um sábado e um domingo.
Curta escapadela. De volta às montanhas. Por terras de nuestros hermanos.
Lá fui dar chão às botas. E desta vez com "sapatos novos".
Dois dias de Sol. Sem vento. Fresquinho qb.

Gelo
Neve
Rocha colorida pelos líquens
Folhas secas
Pedras junto ao rio

Isto é o que chamo "Todo o terreno!"

Li algures que o segredo de uma vida longa é "Pouca cama, pouco prato e muita sola no sapato!"
Despertares madrugadores, snacks e chá quente, alguns km nas pernas.
Tudo o que precisamos numa mochila.
Não sei se me trará uma vida longa....mas sabe que nem ginjas!
N, podemos repetir!

Gredos, Espanha

segunda-feira, 12 de janeiro de 2015

Os TPC´s da semana 2


Quando vi um dos TPC´s do desafio "Berra-me baixo" para a semana 2, a semana para criar vínculos fiquei feliz!

Já há algum tempo, que tentamos fazer uns "Dias de Filha Única", aos que eu acho os MFU´s.
Escrevi sobre isto já no final de 2013.
E agora, em jeito de balanço posso dizer que não é difícil de fazer, também não acontece todos os dias, mas é verdade que as meninas se sentem especiais e "únicas".
Todos precisamos de momentos de 100% de antena!

Posso já dizer que para mim este TPC é mais fácil que os "15 minutos exclusivos", talvez porque este seja diário...e porque estando as duas crianças em casa lá arranjam maneira de "aparecer" se sentem que a atenção está a ser unicamente dirigida à outra. No entanto, cada uma tem os seus minutos de atenção ao deitar, nos seus adormeceres.

Tenho muito trabalho interno pela frente, mas fico feliz, porque parece que estou no trilho para criar vínculos, mesmo no meio dos dias em que me salta a tampa....



sexta-feira, 9 de janeiro de 2015

Agendas e pensamentos

Janeiro traz agenda nova, vida nova, ano novo. Mudanças.

Ando dividida entre agendas.
Ora tenho agendas que acompanham o ano civil, ora que acompanham o ano escolar.
Já não ando na escola, nem como aluna nem como professora, mas nos últimos anos tive agendas para mãe, com espaço para horário das crianças e como tal seguem o ritmo do ano escolar.

Este ano volto a ano civil. Mas uma agenda não me chega. Tenho sempre duas ou três.
Acompanho-as sempre de bloquinhos e blocos, para mal dos meus ombros e pescoço que se queixam do peso da carteira!
Ando sempre a escrevinhar. Pensamentos, afazeres, listas, o que elas dizem...

Fui ler o que escrevi dia 2 janeiro 2014. 

Fico feliz, porque consegui dar mais valor ao que é simples. Reparar mais. Aproveitar mais.
Mas sei que ainda estou em processo de mudança...

Mantenho para 2015 e talvez para sempre a vontade de seguir alguns pensamentos do Dalai Lama.

Vou repeti-los para os voltar a ler e para que não me fujam da memória.
Apesar da sua aparente simplicidade facilmente me apercebo o quão dificeís são.
Mas são compromissos.
Gostava de dizer que os segui a todos em 2014, mas agora ao reler compreendo que são para ler todos os dias e não apenas nos primeiros dias de janeiro.

"Fique algum tempo sozinho"
"Uma vez por ano, vá a um lugar onde nunca esteve antes"
"Dê a quem ama asas para voar, raízes para ficar e motivos para ficar"
"Abra os braços para a mudança mas não abra mão dos seus valores"
"O maior juiz das suas ações deve ser você mesmo e não a sociedade"
"Lembre-se que o silêncio às vezes é a melhor reposta"
"A felicidade não é algo que apareça pronto a consumir. Vem a partir das nossas próprias ações"
"Nunca estaremos em paz com o mundo exterior se não estivermos em paz connosco"
"Hoje é o dia certo para amar, acreditar, fazer e principalmente viver"
 

Para este ano continuo sem resoluções.
Não decidi fazer dieta, nem começar a correr, ou inscrever-me num ginásio.

Mas decidi aceitar desafios.
Continuar a dar valor ao que é simples.
Encontrar em cada dia que passa, motivos para sorrir, para ser melhor, para crescer.

Talvez tenha que copiar os pensamentos para a agenda.
Talvez escrevê-los todos os dias logo pela manhã.
Talvez, quem sabe, até imprimir e pendurar no frigorífico com um magnete apelativo para acompanhar o pequeno almoço.







quinta-feira, 8 de janeiro de 2015

Universo

Enquanto fazia o vídeo do resumo do Desafio 52 coisas simples - 2014, apareceu esta mensagem:


"Será direcionado imediatamente para a página que pretende. Entretanto, algumas vezes as estrelas não se alinham no universo e poderá ter que clicar aqui"


Achei o máximo. Deu-me logo boa disposição para esperar mais um ou dois minutos sem reclamar!
E como os entendo! Tantas vezes as estrelas não se alinham no universo e eu não consigo fazer tudo o que tenho em mente a tempo!?!?


Feito! Desafio concluído!


O Desafio Coisas Simples 2014
52 semanas
52 imagens
Aqui fica.

 (Para mais definição clicar aqui.)



video



quarta-feira, 7 de janeiro de 2015

Contas de cabeça

Ao deitar, com a R praticamente a dormir.

R - Mãe, estava aqui a pensar que quando a mana tiver 20 anos tu vais ter 49 e eu vou ter 16.
Eu - E porque estavas a pensar isso?
R - Não sei, lembrei-me agora....

A mim mente fez logo umas contas à pressa porque achei que ela estava errada!
Eu com 49?? Uma filha de 20 outra de 16?!
Acho que comecei a hiperventilar!
E não é que estava certo!?

Pronto, dá-lhe para isto.
Contas de cabeça ao adormecer.

Minha filha, sei que és rápida no raciocínio e tens boa esta destreza mental, mas podes praticar com outras coisas nas parcelas, flores, frutas ou bolos????
Assim só para esta tua mãe não ficar assustada antes do tempo com isto das idades....?
Agradecida.


Vai ser desta!


aqui andei em tempos a falar deste desafio.
No dia 21 de Março de 2013 aderi...tentei....mas não o suficiente.

E depois de ler sobre o tentar, percebi que o problema foi esse. Só tentei. Fiquei-me por aqui.
Tentar não chega. Há que mudar o "tentar" para o "FAZER"!

Sinto que nos últimos 1 de janeiro tenho decidido tentar, mas tem sido uma batalha perdida.
Fico-me pela intenção, por tentativas que caiem por terra.
Já fui mais paciente, já expliquei tudo ao pormenor, consegui lidar com birras, com noites mal dormidas. Depois quando passaram a ser 2 crianças, o meu rastilho ficou bem mais curto. Deixei de explicar tanto, o cansaço aumentou, e com ele subiram os níveis da irritabilidade, inimiga número um da calma e tranquilidade necessárias para lidar com as rotinas instaladas.
Sim, berro! Berro bem mais do que gostaria. 
Sei que posso mudar porque já fui diferente.

Desta vez é que é!
Obrigada Magda do Mum´s the Boss pelo desafio. Ou melhor, por voltar a fazê-lo.
Vou ler as regras atentamente, arregaçar as mangas, respirar fundo e embarcar nesta aventura!

Desafio aceite!


terça-feira, 6 de janeiro de 2015

Para o ano há mais!


E pronto, é hoje o Dia de Reis, o fim oficial desta época festiva. Tudo a trabalhar menos os nossos vizinhos espanhois e os argentinos e talvez mais alguns por esse mundo fora.
Ontem ainda tivemos direito a mais uma ceia preparada pela minha mãe. Foi noite de rabanadas, aletria, leite creme, Bolo Rei aldrabado para Rainha, já que ninguém gosta das frutas, e soube muito bem!
A consoada dos Reis, sempre foi tradição em casa dos meus pais, mas na minha foi-se tornando numa noite normal de Janeiro....porque as aulas começam quase logo no 1º dia útil e o dia seguinte impõe acordar cedo e já não há forças para mais.

Querido ano de 2015, aproveito esta despedida das festas para te deixar uma mensagem:

É verdade que desta vez fugimos um bocadinho às tradições da passagem de ano, não se abriu nenhuma garrafa de champanhe, o brinde, com Gin, foi já um bocadinho depois das 12 badaladas, ninguém bateu tachos nem subiu para cadeiras, não houve roupa interior azul clara para estrear, mas não é caso para me brindares com alguns azares e ainda só é dia 6....
Não havia necessidade de ter caído um candeeiro (felizmente era de papel), de ter estoirado a luz do exaustor....e bater com a cabeça no carro ontem é que era mesmo desnecessário!
Ficas avisado que chega, e que pelo menos comi as 12 passas, o que dá de certeza para compensar as restantes falhas de protocolo, que, a bem da verdade, não fizeram falta nenhuma...

E não é que Sábado, dia 3, a montra de uma loja de brinquedos já estava decorada com fatos de Carnaval?!?!??!?!
Começo a imaginar a sequência de eventos.....Carnaval, Dia do Pai, as amêndoas para a Páscoa, .....
Ontem já tinha a mais nova a pensar de que se iria mascarar este ano!
Por isso é que o ano passa a voar!

Ó pá, deixem-me respirar que ainda nem desfiz o pinheirinho!




segunda-feira, 5 de janeiro de 2015

Recomeços

Dia de recomeços.
é dia 5 de janeiro....ou ainda é dia 5 de janeiro!
Perspetivas....

Já.
 ...porque dezembro voou!
 ...porque 2015 já cá canta.
 ...porque as férias escolares acabaram.
 ...porque recomeçam rotinas.

Ainda.
 ...porque está a árvore de Natal no canto da sala.
 ...porque é mais uma consoada, a de Reis.
 ...porque antigamente era feriado no dia 6 (acho eu!)
 ...porque ainda estamos na parte das "Boas Festas"! (ou isto das Boas festas era só para 2 dias?!?!?)

Se por um lado a azafama natalícia e restantes "Festas" acabam, por outro fica a sensação de não ter usufruído o suficiente. Da casa, do conforto do sofá e da manta, dos mimos das meninas, de mais algum tempo (dito) livre. Todos os anos digo que vou guardar férias para esta altura, mas depois preciso delas no resto do ano....não esticam!
Como previa, ficam sempre pendentes. Escritos em listas. Por fazer. Umas vezes por falta de tempo, outras por falta de vontade assumida, outras ainda porque muitos planos juntos atropelam-se...
Sinto que deixo passar para segundo plano o que era mais importante.
Que me exalto mais do que gostaria porque afinal o tempo não chega.
Que a época nos cansa.
Passamos a última semana do ano a desejar Boas Festas e Feliz Natal e Bom ano, e depois respondemos "Sim, passou-se" quando nos perguntam como correu o Natal ou que tal foram as entradas, acompanhado do já tradicional encolher de ombros, assim como se não fosse nada...Vá-se lá entender....Só pode ser cansaço e excesso de açucar!

Eu cá tive um Bom Natal e uma Boa entrada no novo ano!!!
Passou-se sim. Mas bem! E sem o encolher de ombros.

São estas lindas horas (passa das 3 da manhã!) e eu aqui nestas (an)danças mentais.
As férias das miúdas trazem sonos alterados. Adormeceres mais tardios.
Já adormeci, já acordei, já adormeci segunda vez, voltei a acordar e estou aqui outra vez numa espécie de vigília a um sonho agitado da mais nova. Sempre prefiro do que andar nesta alteração de ciclos de sono e seus diversos estágios a baralhar o meu cérebro que não entende porque me levanto de repente se estou tão bem a dormir...

Quero ver é como as arranco da cama amanhã! Aliás, como me arranco a mim mesma de lá.

2015 está aí com toda a força!
Haja genica!


sexta-feira, 2 de janeiro de 2015

52-52 Dia de Natal

25.12.2014
Dia de Natal
 Última semana do ano.

Praia 
Sol
Céu azul

Um dos meus sons favoritos: Gaivotas.

Não podia ser mais simples para saber tão bem!



51-52 Presépio dos Bombeiros

Em dezembro vive-se dezembro.
É o mês do Natal, e tudo gira à volta disso.
Uma das nossas tarefas do advento era ir ver o Presépio dos Bombeiros.
E fomos mesmo!
(O ano passado no meio de tanta azafama natalícia ficou em falta a tradicional visita)

Nunca estamos lá muito tempo, mas é o que baste para ver o dia a tranformar-se em noite, descobrir as peças novas que se movimentam com um engenhoso mecanismo, os animais verdadeiros, que este ano até tinham bebés, conhecer as diversas funções dos bombeiros e seu papel na sociedade e deixar as boas festas num papel de cenário gigante!!

Condição essencial: Ir depois de escurecer. O frio, os gorros e as luzinhas mudam todo o cenário.